Como eu me presentei no meu aniversário : Sebos e Brechós

Olá pessoal,

Na ultima sexta-feira, 3 de agosto, eu comemorei o meu aniversário. Amo fazer aniversário!!! Estou com 3.2 muito bem vividos.

Esse ano como estou muito focada em economizar eu não quis fazer festa ou nada que fosse muito caro, nem presente do maridão eu quis, pois com nosso dinheiro é conjunto eu senti que estaria gastando o meu dinheiro.rs. Mas logo de manhã rolou café da manhã da cama, muito simples, porem muito fofo, pois o marido não é dado a essas coisas e me surpreendeu muito.

No meu trabalho tem uma tradição de em cada aniversário os colegas racham e dão um valor para o aniversariante escolher seu presente, esse ano eu escolhi o livro Toda Mafalda, que é meu sonho há anos ,mas nunca tive coragem de comprar, esse ano me deu o estalo e fui procurar no sedo e estava exatamente no valor que os colegas me dariam. Sonho realizado! Ah! Nessa tradição a gente da entrega o presente para receber deles como se não soubesse o que era, como já entreguei embrulhado foi engraçado a reação ao estado do livro,então expliquei que era de sebo.rs.

Uma experiência nova para mim esse ano foi também os brechós, eu já havia comprado em brechó da igreja, mas eram mais roupas simples para o dia-a-dia. Meu irmão do meio queria me dar um presente, então pedi o dinheiro, que era o que ele já queria me dar ,mas estava sem graça, com o valor que ele me deu eu fiz uma visita ao Brechic , comprei algumas roupas para trabalho que eu estava precisando, entre elas um blazer que eu não achava por menos de R$90  lá encontrei por R$35 da marca A Básico e fora outras blusas lindas, da Zara e Ateen , só sei que fiz a festa com R$150.

 Ganhei outros mimos, mas achei interessante falar desses, pois praticando o desapego, principalmente o de ideias antigas, questionando o que faz sentido para nós, temos acesso a muitas coisas boas. Não importa se o livro é de sebo, o conteúdo do livro que importa, não importa se a roupa já foi usada ou é ponta de estoque, se ela esta em ótimo estado e te serve bem é o que importa. É legal refletir na ideia de desapegar de status. 

Espero que tenham gostado.

Até logo! ^^