12 de set de 2017

Feminismo?

Olá pessoal,

Já tem um tempo que eu to querendo falar sobre feminismo aqui no blog

A principio eu tinha muita resistência ao feminismo, eu considerava algo extremista, um movimento político escondido atrás da defesa feminina e ao mesmo tempo havia muita vitimização, muitos exageros. Pois é...

Mas então um dia eu fiz um post no meu face sobre isso, na verdade eu apenas postei uma imagem cutucando as feministas. E como resposta , uma amiga que é assumidamente feminista veio falar a opinião dela sobre isso no post. E foi de uma forma tão educada, tão baseada em argumentos, tão civilizada, que me quebrou e quebrou a primeira imagem que eu tinha de feministas. A da agressividade gratuita.Com isso uma janela ficou aberta na minha mente, não me considerei feminista a partir dai, mas não resistia tanto ao assunto. Com o tempo tive experiências negativas também, mas já não associava ao movimento, mas sim a pessoa.

O ápice da minha experiência sobre feminismo foi quando eu vi um vídeo da Jules no canal DRelacimaneto, você pode conferir o vídeo AQUI.

Foi ali que me identifiquei, na realidade eu tinha um conceito próprio do que seria um feminismo, e como não se encaixava com o que eu via manifestado na maioria das vezes, eu não me identificava. Mas, nesse vídeo eu me encontrei, vi uma militante feminista dizendo tudo aquilo que eu acreditava.

As mulheres lutaram muito e conquistaram muitas coisas com o tempo ,mas ainda não é o suficiente.
Não é mimimi quando uma mulher reclama como é vista como um pedaço de carne ,pois mal entramos na puberdade e já somos vistas assim (por alguns doentes até antes ) , quando o corpo já desenvolveu,mas as vezes a mente ainda é de criança ou confusa. Não é mimimi, quando reclamamos por sermos cobradas para sermos super mães, e acabamos até nos cobrando por isso, administrar a casa, o trabalho, a rotina dos filhos e o homem é considerado um super pai apenas por trocar algumas fraldinhas ou pagar a pensão em dia. Quando reclamamos da carga pesada que é jogada sobre nós e ouvimos :" Ué, não queriam igualdade?" Pois é,mas não esta igual. 

Não estou afirmando também que eu sou o Papa do feminismo e eu dito o que é ou não é feminismo,estou descrevendo mais minha identificação pessoal, estou em eterna aprendizagem.

Tomara que consigamos nos desconstruir, há muitos que tem atitudes machistas por falta de informação,nesses casos eu acho que vale a pena informar,mas com quem já  vem com argumentos fajutos para machismo eu nem perco tempo.

Se hoje me considero feminista? Não, pois não curto rótulo.Porem apoio quem defende a causa .Então no fundo...

Aproveito para indicar alguns canais:

Think Olga
Hel Mother
DRelacionamento

E vocês meninas? Qual a visão de vocês ?Vamos conversar?



Até logo!

2 comentários:

  1. A bandeira do feminismo que eu levanto é de cultuar o amor próprio.
    Fico irritada de ver a mulherada sendo feita de tapete pelos homens.
    Se a gente não se amar e valorizar quem vai fazer isso por nós?

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Bell, quando vejo mulheres em relacionamentos abusivos fico pensando, além de todos os problemas envolvidos, o quanto essa mulher se ama pouco.

      Excluir

Olá!Espero que leiam antes de comentar.^^

Esse é um blog democratico,minha opinião esta explicita nos posts e não são para que concordem comigo.Esse espaço de comentário é para que coloquem sua opinião sincera.

Nunca rebato comentário,por mais que eu não concorde.(A não ser que falem da minha mãe ai o bicho pega.¬¬)

Fiquem a vontade!

Lingua Feminina © 2014. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Thami Sgalbiero.
Tecnologia do Blogger.