31 de jan de 2014

Hidratação com amido de milho



Olá meninas!!!

Hoje vou trazer uma receita caseira para hidratar os cabelos e que achei ótima, é a hidratação com amido de milho. 


Ingredientes:

- 1 xícara de água
- 1 colher de sopa bem cheia de amido de milho
- 2 colheres do creme de hidratação de sua preferência (Eu escolhi o Novex óleo de argan)

Modo de Preparo: Misture a colher de amido de milho com a água fria, coloque em uma panelinha e leve ao fogo. Mexa direto até engrossar, é bem rápido.Pode deixar bem grossinho se preferir. 


Com o creme ainda quente, acrescente o seu creme de hidratação e o que mais preferir.Vi em muitos fóruns algumas meninas colocando uma colher de Bepantol, mas eu não utilizei então não sei dizer o resultado.


Lave o cabelo com shampoo de sua preferência, não aplique condicionador e comece a hidratação com o amido de milho, aplique mecha por mecha,mantendo uma distância de 2 cm da raiz.Coloque uma touca de alumínio ou outra que preferir para abafar os cabelos.Deixe agir entre 30 minutos a 45 minutos.

Após isso enxágue bem e finalize como de costume. 

Eu experimentei essa hidratação nesse fim de semana nos meus cabelos e nos do meu marido,que é cabeludo e cacheado igual a mim.^^
Sentimos uma diferença considerável, o cabelo fica com um brilho e muito mais controlado, quem não é cacheado também pode usar essa hidratação.

Eu poderia ter feito um vídeo, o que ficaria mais explicadinho, mas morro de vergonha,mas vou superar isso um dia.rs

Espero que tenham gostado!

Até logo!^^

29 de jan de 2014

Operação bebê a bordo: Com ele aprendi a ser mãe.



Já falei algumas vezes do meu enteado por aqui. O conheci logo no inicio do namoro com o pai dele , o Yuri tinha 7 anos na época, ele não era de falar com praticamente ninguém,mas quando nos conhecemos a empatia foi quase que imediata,respeitei o tempo dele e isso fez com que ele se soltasse rápido.

Quando ele sabia que eu estava na casa do pai dele vinha correndo da casa da avó ficar conosco.

Eu nunca tinha namorado um cara com filho e conhecia algumas pessoas que afirmavam que não dava certo,também tinha medo ,até que conheci o Yuri.No inicio eu não tinha muita noção de qual seria meu papel naquela relação,pois ele tinha pai e mãe, que pensavam totalmente diferente de como criá-lo e eu  pensava que uma terceira pessoa só iria deixar as coisas mais confusas. O próprio Yuri resolveu a situação, começando dizer que eu era a sua mãe 2 ou mãe emprestada ou seja longe da mãe dele eu passava a ser a mãe dele.

Ele sempre foi uma criança ótima, na pré-adolescencia esta apresentando um pouco de trabalho,mas o que não o torna menos adorável, só mais difícil de lidar,nessa fase creio que estou como a maioria das mães de adolescentes, sem saber o que fazer,mas mesmos nas teimosias, tenho que admitir, ele tem opinião própria,mesmo que as vezes erradas.

Com o Yuri aprendi a ser mãe ,pois vivenciei de verdade o que é participar e influenciar na educação de uma criança, com o tempo percebi que muito dos comportamentos dele que eu achava inapropriados eram estimulados por mim mesma e tive que me policiar ,tive que ser rígida as vezes e tive que prender a respiração varias vezes quando parecia que ele iria chorar depois de um sermão.

O que me alegra é que não importa as dificuldades, como temos dialogo, ele sabe que eu o amo muito.

Não sei se alguém por aqui já teve a experiência de chegar em uma família já formada, nos dias de hoje em que o divórcio esta mais comum é normal esse tipo de situação, eu sei que para muitas foi muito difícil e que dei muita sorte com o filho emprestado que tenho,mas se a criança te ajuda,não seja como algumas mulheres por ai,não veja na criança a mãe dele, ele é um indivíduo e se demonstra carinho por você é real,aproveite isso.

Não gosto do termo filho dos outros, já sou mãe, mãe emprestada, mãe 2, mas mãe. Não importa se não temos laços de sangue, estamos unidos pelo coração.


Até logo!^^

27 de jan de 2014

Dois anos de desabafo

No sábado esse blog completou 2 anos!!!



Entre períodos de total falta de inspiração e textos mais inspiradores, cheguei aqui e fico feliz que mais um ano chegou e estou ainda mais empolgada com o blog e ainda mais dedicada a ele.

Esse ano, como já comentei várias vezes aqui, esta até ficando chato , farei várias mudanças, uma delas vocês devem ter percebido que é o layout. Ele foi feito pela Thami do blog Like Paradise e a ilustração é da Maria de Fátima do blog Xcrible .

Penso no tempo que tenho o blog e nas coisas que aprendi visitando outros blogs e com comentários dos meus posts.

O meu ideal é sempre evoluir e podem ter certeza que estarei me dedicando a isso.

Parabéns para o Lingua Feminina!!!

Até logo!^^


24 de jan de 2014

Espirito de pobreza

Entrei em uma das salas do meu trabalho e o assunto era comida de pobre. Falavam que arroz com ovo é comida de pobre e que odiava e que apesar de ser pobre não gosta de comida assim.

Fiquei pensando sobre o assunto. As classes sociais são divididas em oito , como mostra o quadro a seguir.

Antigamente ( e isso quer dizer há mais ou menos 15 anos atrás) ser pobre era "punk", significava ter só o básico para comer, depender de escola pública e hospital público, ver os filhos com um ensino melhor era um apenas um sonho e frango no prato era no fim de semana e se tivesse.

Lógico, que como sempre, há casos e casos,mas pelo menos o que muitos passavam  era mais ou menos assim.Sempre fui pobre e passei por essa fase.

Mas hoje ser pobre não nos limita, basta ser organizado e conquistamos muitas coisas, e subir de classe esta incluso nisso.

Vemos muita gente reclamando por ai,porem, só reclamam, não se esforçam para melhorar sua situação, lógico que quando menor a classe,maior terá que ser o esforço,porem não será impossível.

Veio tudo isso a mente, apenas por causa de uma conversa sobre arroz com ovo.Tudo é questão de gosto, lógico que muitos não gostam de arroz com ovo,mas não por ser comida de pobre.

Pior que ser pobre é ter espírito de pobre, aquelas pessoas que sentem inveja, querem te derrubar, vivem reclamando da vida e falam da sua vida como se tudo que você tivesse conquistado fosse caído do céu.
Não é legal nos prendermos a classe,mas que tenhamos foco e disposição para conquistar nossos objetivos.

Me deu fome...vou ali comer um arroz com ovo. ^^

Até logo!



22 de jan de 2014

Operação bebê a bordo: Plano de saude



Uma das minhas primeiras preocupações quando decidi engravidar era sobre onde seria o parto. Sei que todas temos direito ao SUS, mas vamos ser honestas que confiar hoje em dia no SUS esta sendo difícil, conheço histórias felizes e tranquilas, porem conheço outras muito triste.Também sei que no sistema privado não estamos livres de algum imprevisto,mas acredito que a probabilidade seja bem menor.

E pensado nisso comecei a pesquisar sobre preços de parto, nem considerei o pré-natal e vi que sairia um pouco caro,mas nas pesquisas muitas mães recomendavam fazer um plano de saúde e decidi por essa opção.

Perguntei para algumas amigas e muitas me recomendaram o UNIMED, acabei optando por ele mesmo. Mas, fiquei em duvida sobre escolher a opção de quarto ou de enfermaria.Acabei optando pela enfermaria que tinha uma diferença de preço considerável para mim, já que terei muitos gastos nessa fase e por que a única diferença do quarto era a privacidade, no quarto eu ficaria sozinha e na enfermaria é provável que eu fique com mais uma ou duas mães, o que não faz diferença para mim.Uma outra diferença é que no plano enfermaria meu marido não poderia ficar comigo,porem há uma lei que da o direito a mulher de ficar o tempo todo com um acompanhante,tanto no pré-parto,como no pós-parto,mas vou pesquisar melhor para passar para vocês.

Ao aderir o plano, a consultora que me atendeu me informou que alguns médicos não fazem parto para o plano enfermaria , pois os médicos ganham  mais quando fazem parto para o plano quarto e como eles já ganham menos ao atender plano de saúde acabam optando por atender apenas o plano quarto e que se eu optasse por algum médico assim daria tempo de mudar até o segundo mês de gravidez, pois a carência do plano de saúde para parto é de 10 meses, mas quando um médico opta por atender apenas uma modalidade, a carência para plano quarto diminui para 6 meses.

Enfim, como ainda não estou grávida, vou ver como vai ficar, talvez eu escolha o médico conforme o que atender enfermaria mesmo,mas se não encontrar um bom,dou um “upgrade” no plano,pois para mim até agora ficar na enfermaria não seria ruim, pois uma amiga minha ficou e não viu nada de mais também.



Até logo!^^

20 de jan de 2014

Inspiração: Cozinha rosa



Eu nunca fui muito fã do rosa, na verdade gosto muito pouco.Tinha um preconceito e achava que era coisa de patricinha,mas minha visão mudou quando vi em uma revista  uma transformação em uma cozinha onde tudo ficou rosa, até os eletrodoméstico, achei o resultado super criativo.

 A seguir uma sequência de cozinhas rosas para quem gosta ou para quem conhece alguém que gosta.







O que acharam?

Ate logo!^^
Lingua Feminina © 2014. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Thami Sgalbiero.
Tecnologia do Blogger.