Ditadura do peso



Na minha adolescência estava no auge da ditadura da magreza.Eram inúmeras as matérias sobre anorexia, bulimia e outros distúrbios.

Aos 14 anos eu vivi isso, meu irmão me chamava de cara de bolacha, eu nem era gordinha, mas, era bochechuda.Ele não fazia de maldade, sendo que acabei entrando na onda da ditadura da magreza. Fiz varias dietas loucas , uma delas era a da USP, emagrecia 1kg por dia, realmente emagreci esse quilo, mas logo no outro dia quase desmaiei , minha mãe proibiu essa dieta. Mas não desisti, no final segui com a dieta da proteína, emagreci 8kg e ganhei um problema gástrico punk e uma anemia.

Sendo que o mais incrível aconteceu depois, mesmo magra eu não me achava bonita ou seja não era o corpo que tinha problema, mas sim a minha mente.

Então aprendi a me cuidar e ganhei minha saúde de volta.E hoje o meu irmão  que me chamava de cara de bolacha quase bate em quem me chama de gorda, pois ele tem medo que eu volte ao que ele chama de semi-anorexia(pois as vezes eu admitia que estava exagerando.)

Vejo hoje que não há uma definição apenas para um lado, hoje há ainda forte a ditadura da magreza, mas também há pessoas famosas que querem emagrecer ,pela saúde as vezes, e são rechaçadas, acusadas de traírem a causa.Como assim?Antes você era obrigado a ser magro ao extremo, agora você é obrigado a ser gordo?

Acho que o esta faltando por ai é bom senso, hoje me preocupo é com minha saúde, malho sim,mas não é igual antes, hoje é para ter fôlego, para não ficar morrendo quando subir uma escada, na verdade se emagreço demais já procuro engordar um pouco, pois já aceito que meu tipo físico não é magrelo, se eu ficar magrela só se vê osso, é horrível.

Se sentir bem com o corpo é o mais importante, independente de ser magro ou gordo.Se a pessoa é feliz magra, deixa ela , se a pessoa é feliz gordinha, não vá condená-la, cada um sabe de si, o importante é estar saudável e principalmente se sentir bem em um todo.Corpo são e mente sã.

Até logo!^^