27 de jun de 2013

Geração coca-cola



Hoje vou falar sobre algo que quase não estão falando por ai, as manifestações que estão ocorrendo pelo Pais.(Ai como sou engraçada.^^)



Tenho que dizer que estou orgulhosa do povo que esta indo as ruas, lógico que não concordo com os vândalos, mas alguns são fruto dos governos que passaram e o que esta em exercício, afinal a impunidade ajuda muito a incitar esse povo a ir as ruas e depredar o patrimônio público, e acredito que é por que há vândalos que a mídia esta divulgando,infelizmente.



Fui na passeata aqui na minha cidade e vi manifestantes de todos os tipos,alguns engajados outros só foram pela farra, mas até que foi interessante ver, e  o mais importante é que foi pacífico.



Não diria que o povo acordou, eu diria que estão acordando e os que estão de frente já estão acordados há algum tempo.

O foco agora é não adormecer é ir para as ruas mesmo, o povo tem que aprender o poder que tem e correr atrás, temos que fazer o governo nos temer,pois o poder esta conosco e se errarmos nas urnas temos que cobrar nas ruas.




Até logo!^^

18 de jun de 2013

Aquela fofoquinha não traz paz geral♪



“Fruta podre cai sozinha da árvore.”(autor desconhecido)

Essa semana alguns colegas de trabalho e eu passamos por uma situação que muitos já devem ter passado, fofoca! 

Acho que todo mundo já passou por isso.Fofoca no trabalho, fofoca na escola, fofoca no bairro. É triste você ver alguém que tentar destruir a imagem de uma pessoa só pelo prazer de ver a outra prejudicada, e o pior, com mentiras.

Então, você olha para a pessoa e vê que ela não conquistou nada na vida, que mantém um discurso de vitima do mundo e varias derrotas.Enquanto você ,apesar das dificuldades da vida,tem suas conquistas e crescimento.

No fim , o fofoqueiro, o que puxa o tapete é um infeliz, que nem precisa da dita vingança que mata a alma e envenena(salve Seu Madruga) pois ela se afoga no próprio veneno enquanto a gente continua crescendo.

Pessoas assim só saem perdendo, revolta, magoa, da vontade de fazer mil coisas,mas não temos tempo para isso,pois estamos crescendo ,batalhando,enquanto os fofoqueiros vão inventando.


Até logo!^^

10 de jun de 2013

Magé,linda Magé



Hoje o post é sobre minha cidade, Magé.Uma cidade do interior do Rio de Janeiro.



Magé completa hoje 448 anos, foi fundada em 9 de abril de 1565.Ela era para ser uma cidade turística,pois tem parte importante com a história do Pais, por exemplo, aqui foi construída  a PRIMEIRA ferrovia do Pais, que foi fundada pelo Barão de Mauá em 30 de abril de 1854.



Tem  o Poço Bento .A história começou quando no ano de 1565, Estácio de Sá concedeu uma sesmaria das águas de Magepemirim, em Piedade, orla da Baía de Guanabara, a Cristovão de Barros. Junto, veio o missionário Pe José de Anchieta – (atribui-se o resgate do nome indígena Magepe a Anchieta, tomado da boca dos nativos nos primórdios da fundação do Rio de Janeiro). O Padre José de Anchieta aqui chegou com o objetivo de difundir o Evangelho.

E aqui, junto com todas as dificuldades do início de uma povoação, lutou e deixou sua marca de fé. Conta-se que a povoação foi atacada por uma forte epidemia causada pela água salobra.

Anchieta dirigiu-se ao poço mais próximo e, benzendo a água, esta se apresentou clara e a febre desapareceu. O poço se transformou em ponto de visitação dos devotos e existe até hoje. Fonte



Também tem a lenda de Mirindiba Uma das mais belas lendas de Magé. Segundo a história, uma índia Tupinambá (filhos do Pai Supremo), foi encantada pelo Pajé de sua tribo, utilizando seu maracá (instrumento mágico), e transformada numa árvore. Essa árvore, ou índia encantada, ficou fixa no morro do Bonfim no centro de Magé. Sobre os olhares de Coaraci (o Sol), de Jaci (a Lua), e de Tupã (o Deus do raio e da tempestade). A Mirindiba vive acompanhada de Anhangá (o Espírito da Floresta) e de Curupira (protetor dos seres vivos da floresta). Essa árvore pode ser vista ainda hoje no Morro do Bonfim.

E por ultimo,porem não menos importante, temos o grande Garrincha que é filho de Magé.^^



E isso foi um pouco da história de Magé.


Igreja Nossa Senhora da Piedade- construida em 1750


                                                           Poço Bento

                                              Mirindiba



Até logo!
Lingua Feminina © 2014. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Thami Sgalbiero.
Tecnologia do Blogger.