18 de out de 2012

Eu sou o que sou e ninguem vai me mudar



Esses dias estava conversando com meu marido sobre nossa situação financeira e lembrei que no inicio ele costumava comparar nossa situação com a de outras pessoas que ganhavam menos, sendo que essas mesmas pessoas buscavam coisas diferentes das nossas e entendemos que tudo depende da perspectiva que se olha o problema.

Eu posso achar que estou mal, mas outra pessoa me vendo pode achar que estou bem, isso por que ela não conhece a fundo os detalhes da minha vida.

Essa visão vale para muitas coisas, como a atitude alheia, nós fomos criados  e as vezes vivemos em uma cultura totalmente diferente.

Não dá para viver a mercê da opinião alheia ou da vida alheia, se não seremos sempre travados e frustrados. 

O que você faz quando ninguém te vê? De repente é o que te deixa mais feliz e mais em contato consigo mesmo. Entramos em contato com nosso mundo particular e isso é tão bom.
Se aceitar. Aceitar quem somos e o que temos. Como dizia uma colega : “Casa boa para mim? É a minha.” Temos que valorizar o que é nosso,pois batalhamos muito para conquistar.

Graças a Deus não me envergonho de nada que tenho, pois sei que tudo que conquistei foi com muito trabalho e não me envergonho também do que sou, pois sei o que passei para chegar até aqui.

É caminhando que se faz o caminho!

Até quinta ! ^^

10 comentários:

  1. Concordo plenamente com o que você escreveu.Acredito que o ser humano sera melhor apartir do momento em que der valor aquilo que possui.

    Páginas Em Preto

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Se aceitar é realmente um dos principais passos para encontrar paz interior e poder ser muito mais feliz! Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Eu concordo com tudo o que disse. Também penso que casa boa pra mim é a minha. Tem tudo o que eu preciso. Nada compraria a paz de estar no meu cantinho, com minhas coisas, podendo fazer o que quiser na hora que quiser. E eu sei exatamente do que estou falando pois ja morei com minha tia um tempo, foi horrível. Prefiro um lugar mais simples onde tenha liberdade, do que luxo e viver aprisionada.

    Beijo grande <3
    {www.luvadepelica.com.br]

    ResponderExcluir
  4. Perfeito!!!

    Adoro suas reflexões, seus pensamentos, seu modo de escrever!

    Concordo contigo! Não ligo pra opinião alheia, não tenho vergonha do que tenho e nem de quem sou! Porque assim como você, só eu sei do meu mundo particular, do que já vivi e do que já senti e ainda sinto... E se não estamos contentes com o que temos, temos quer ir em busca daquilo que nos faz felizes!

    Beijos da Kika/Blog Acessarte

    ResponderExcluir
  5. Não devemos nos envergonhar mesmo de tudo que conseguimos com tanto esforço! Está certíssima!
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  6. Que bom que gostou :D

    Sobre as fotos de lingeries; acho que não precisa contratar modelo não, vc pode usar manequim ou usar fotos que já estão na internet... do próprio site da marca do produto que vc vai vender por exemplo. :)

    Bj


    http://cutekurafuto.blogspot.com.br/

    ~♥~

    LOJA: http://lilysweetstore.mercadoshops.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Seu post me serviu como uma luva, sério, estava conversando sobre isso mesmo com 2 amigas minhas hj RS
    Parece que vivemos em hipocritópolis, e o outro sempre se faz melhor.

    ResponderExcluir
  8. Adoro seus posts! Você demonstra ser uma pessoa centrada! E não há nada para se envergonhar. Conquistar qualquer coisa com nosso esforço é algo impagável!

    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  9. oi querida,
    adorei o post. Realmente temos que valorizar o que temos e o que conquistamos, somente assim continuaremos a atrair o que queremos :)
    boa semana
    ;*

    dudsparrow.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá!Espero que leiam antes de comentar.^^

Esse é um blog democratico,minha opinião esta explicita nos posts e não são para que concordem comigo.Esse espaço de comentário é para que coloquem sua opinião sincera.

Nunca rebato comentário,por mais que eu não concorde.(A não ser que falem da minha mãe ai o bicho pega.¬¬)

Fiquem a vontade!

Lingua Feminina © 2014. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Thami Sgalbiero.
Tecnologia do Blogger.