A gente não tem cara de babaca


“Até quando você vai levando, porrada,porrada, até quando vai ficar sem fazer nada.” (Gabriel o Pensador)

Já começaram a campanha eleitoral, ouvimos nas ruas uma seqüência de musicas eleitorais com ritmo de funk ou algum pagode ou sertanejo da moda. E ai já vemos que nossos queridos candidatos não estão vindo para ganhar por argumentos, mas conquistando as massas.

Minha cidade é o maior exemplo da máxima que político faz obra para o povo ver e ganhar voto, em cada cidade tem um colégio na beira da estrada e para ser útil foi fechado os colégios antigos.A prefeita que fez isso foi caçada por corrupção. 

Dizem que o povo tem o governo que merece, e concordo, eu mesma me revolto tanto, mas o que eu faço de fato? Vou nas urnas e voto no menos pior.

Até hoje fico admirada com a Argentina que diante de uma crise econômica em 2001 iniciou as manifestações populares conhecidas como panelaço, que terminarão com a renúncia do presidente De la Rúa.

O povo tem uma força que nem mesmo o povo conhece. A grande massa fica feliz com bolsa esmola, e alguns professores não se preocupam em levar informação para os futuros eleitores, se estão em uma vida sem perspectiva eles se mantém assim.

A mudança vai muito alem do que eu falei aqui.

Eu mesma quero mudar, quero sair nas ruas, quero gritar ,quero um dia realmente poder dizer que de fato eu ao menos tentei.