Bullying: As marcas ficam.


Estava lendo uma matéria que informava que Bullying poderia virar crime e o que me mandou direto para alguns anos atrás em que meu irmão mais novo, que tinha uns 14 anos na época, sofreu com isso por ser rockeiro e estar em um colégio onde predominavam os funkeiros.(De certo daí vem o meu preconceito com funkeiros.) 

Minha família só descobriu , pois em um dia a maior parte da turma  , salvando umas 4 pessoas, escarneceram dele ao mesmo tempo e uma amiga minha que estudava com ele me ligou contando. Pressionamos ele, que não queria contar de imediato , e acabou confessando.

Ficamos muito revoltados, mas o pior veio depois quando fomos reclamar com a diretora do colégio e ela insinuou que a culpa era dele por ser fechado demais. Meu Deus!Ele não se identificava com aquele povo, como iria se abrir? E assim que se resolve tal ato?

 Corremos atrás e trocamos ele de colégio , onde ele se desenvolveu bem , foi se soltando, hoje é mega tímido, mas é normal, mas as marcas ficam, vejo nas redes sociais ele desabafando e falando de sua dor e dói em mim também .Fiquei próxima demais dele nessa época, sei como sofreu, ver a omissão de  uma representante doeu mais ainda.

Não acho exagerado o bullying virar crime, porem  não deve ter apenas isso, deve ter conscientização nos colégios , os diretores e professores pararem de se omitir, pois ainda acontece. O principio é a educação.

Se aprendemos a respeitar as diferenças de orientação sexual, raça , credo ,por que não respeitar as diferenças de personalidade?

Meu irmão é um amor e quase o perdi no inicio desse ano, por causa de uma apendicite  , já passou , entretanto até hoje choro quando ouço Love in the afternoon do Legião Urbana.Amo demais ele e minha família.

Vamos lutar para que isso acabe, essas crianças tem que parar de sofrer por causa de idiotas que não tiveram educação dentro de casa.