Amor e sexo

Rita Lee descreve bem a diferença do sexo e do amor em uma música do mesmo titulo do post.Pois, nem sempre, essa dupla anda junta. Mas quando anda é tudo de bom.

Eu tive uma criação tradicional em relação ao sexo fora que eu era católica praticante e lá me ensinavam , assim como em casa eu também aprendia, que sexo só depois do casamento. 

Vivi  na boa com isso, achava linda a idéia da virgindade após o casamento, até um certo tempo.Pois depois fui vendo e sentindo que os desejos vinham naturalmente e não tinha como ser pecado, afinal era o único pecado que era pecado só em um período, depois deixava de ser. Como assim?

Acho lindo ainda quem se mantém virgem, mas se mantém por vontade, por que esta esperando o cara ou a menina certa, quer se apaixonar primeiro, sei lá, coisa dela e não coisa imposta.Deve ser show saber que aquela pessoa se guardou para você e não que foi contigo só porque tem vergonha da virgindade.É especial.

Esse tipo de educação sobre o sexo trás um monte de problema, a pessoa se trava , as vezes relacionamentos não dão certo por isso, pois o cara não tem paciência, dá até para entender ,porém é bem chato.

Eu tive sorte de ter um cara super paciente ao meu lado, meu maridão.

O legal é conversar,esclarecer, para se prevenir das doenças e das ciladas do tipo : "seria uma prova de amor.” Será que alguém ainda usa esse argumento para conseguir levar alguém para a cama?

Acho que no sexo tudo no sexo é valido desde que aja respeito entre ambos.

Fico por aqui, deu saudade do meu marido. ;-)

^ ^