10 de fev de 2012

Amor e sexo

Rita Lee descreve bem a diferença do sexo e do amor em uma música do mesmo titulo do post.Pois, nem sempre, essa dupla anda junta. Mas quando anda é tudo de bom.

Eu tive uma criação tradicional em relação ao sexo fora que eu era católica praticante e lá me ensinavam , assim como em casa eu também aprendia, que sexo só depois do casamento. 

Vivi  na boa com isso, achava linda a idéia da virgindade após o casamento, até um certo tempo.Pois depois fui vendo e sentindo que os desejos vinham naturalmente e não tinha como ser pecado, afinal era o único pecado que era pecado só em um período, depois deixava de ser. Como assim?

Acho lindo ainda quem se mantém virgem, mas se mantém por vontade, por que esta esperando o cara ou a menina certa, quer se apaixonar primeiro, sei lá, coisa dela e não coisa imposta.Deve ser show saber que aquela pessoa se guardou para você e não que foi contigo só porque tem vergonha da virgindade.É especial.

Esse tipo de educação sobre o sexo trás um monte de problema, a pessoa se trava , as vezes relacionamentos não dão certo por isso, pois o cara não tem paciência, dá até para entender ,porém é bem chato.

Eu tive sorte de ter um cara super paciente ao meu lado, meu maridão.

O legal é conversar,esclarecer, para se prevenir das doenças e das ciladas do tipo : "seria uma prova de amor.” Será que alguém ainda usa esse argumento para conseguir levar alguém para a cama?

Acho que no sexo tudo no sexo é valido desde que aja respeito entre ambos.

Fico por aqui, deu saudade do meu marido. ;-)

^ ^

5 comentários:

  1. Bem legal a postagem!Polêmica...sou usar as palavras certinhas...gostei muito da sua opinião!Bjus!
    http://palomaviricio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. O argumento da prova de amor é batido msmo kkkkkkkk eu considero que tenho essas questões mais esclarecidas, não por já ter saído da adolescência mas sim porque tive bastante orientação, não ir pela cabeça dos outros, querer fazer ou não fazer porque alguém ta falando.. sexo é um momento onde temos de respeitar sim a outra pessoa mas também receber respeito, atenção e carinho (:

    ResponderExcluir
  3. minha linda, eu acho que eu tenho autoridade suficiente pra falar sobre esse assunto.
    eu sou um exemplo de pessoa que cultiva a virgindade...
    igualmente a vc, igualzinho mesmo, sempre fui católica, tentava seguir os preceitos de Deus, e sempre tive o sexo antes do casamento como coisa satânica, eu não sei dizer se mudei minha opinião, mas é uma coisa tão gostosa né...
    eu já provei de quase tudo do sexo, menos penetraçao, não pelo motivo de querer fazer depois do casamento, mas é por outros e muitos motivos: eu kero perder com alguém especial, eu dependo financeiramente dos meus pais, eu tenho medo de começar uma vida sexual desrregrada e por fim, o motivo principal, não me sinto a vontade agora.
    ótimo texto!
    vou seguir teu blog!



    \tô aki retribuindo comentário, mto obrigada, pessoas como vc são a essência para existência do meu blog



    http://diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com
    sigo quem me segue e retribuo comentários

    ResponderExcluir
  4. Gostei da forma como escreveu sobre o assunto! bjo

    ResponderExcluir
  5. Quando existe o amor entre os dois e vc sabe que ele é a pessoa certa, não vejo o pq de não fazer o amor...

    Mas também não vejo o pq não se guardar, para a pessoa...o dia do casamento já é super especial, fazer o sexo pela primeira vez depois deve ser lindo.

    Gostei do post...

    Vc devia entrar no projeto tb.

    ResponderExcluir

Olá!Espero que leiam antes de comentar.^^

Esse é um blog democratico,minha opinião esta explicita nos posts e não são para que concordem comigo.Esse espaço de comentário é para que coloquem sua opinião sincera.

Nunca rebato comentário,por mais que eu não concorde.(A não ser que falem da minha mãe ai o bicho pega.¬¬)

Fiquem a vontade!

Lingua Feminina © 2014. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Thami Sgalbiero.
Tecnologia do Blogger.