28 de fev de 2012

Meus amigos-irmãos.


Em breve me casarei no religioso, como não posso fazer festa resolvi fazer uma cerimônia simples onde estariam apenas meus familiares e meus amigos íntimos, não tive dificuldade, pois sou uma pessoa de poucos amigos e fazendo a conta de que amigos iriam fiquei refletindo sobre isso.

Quando uma pessoa ta de “cara amarrada” costumam dizer que fulano esta com cara de poucos amigos. Entretanto, para mim isso não é uma coisa ruim ou motivo para ficar encarrancado, este termo deveria mudar.

Eu tenho poucos amigos, no total somam 4, excluindo meus pais , irmãos e marido lógico, quatro amigos que a estrada da vida me deu.Pessoas que eu conto tudo.Se não confio para contar tudo não consigo chamar de amigo.

Fico feliz, pois seria pior se eu fizesse uma lista imensa de amigos e no decorrer dos tempos fosse me decepcionando, esse quarteto que esta comigo desde os meus 10 anos de idade já mudou muito, mas nossa amizade nunca muda.Não que eu não tive mais amigos, mas é que a vida foi mostrando que não era tão firme e isso me ensinou a ver os amigos que são para sempre.

Não posso deixar de dizer que sou uma pessoa plena por ser amiga da minha mãe, pai e irmãos e marido, pois sei  que muitos não podem dizer o mesmo e por eles mato e morro, ouço confidências e tudo é mais especial.

A vida me deu pessoas que tenho carinho, torço, quero ver a vitória. Mas amigos irmãos , só esses 4.

Fica aqui meu carinho a Val, Renata, Rosilda e Lurdinha , minhas irmãs de coração.

^ ^

27 de fev de 2012

Uma casinha de sapê


Sem muita opção estava eu vendo um desses programas de fofoca quando falaram sobre Ana Paula Arósio e Paulo Zulu, pessoas que optaram por mudar suas vidas ficando em sítios e se afastando da badalação, na mesma hora falei para meu marido que no momento eu também queria isso ir para um sitio e ficar lá.Ele se surpreendeu , pois eu até gosto de natureza, mas ele é bicho do mato então me acha mais urbana.

Mas, realmente, é uma vontade no momento, fugir disso tudo, é muita informação, a gente sempre esta preocupado com algo. E ficamos até sem jeito, as vezes, de falar com alguém, pois aquela pessoa também tem um monte de problemas. 

Tudo na vida se resolve, porem têm coisas que a gente pode eliminar.

Eu não sou radical, o lado urbano até tem seus prazeres, entretanto, estar na natureza da uma paz, a mente tranqüiliza.

Bom, não vejo a hora de montar meu sitio e partir para lá.

^^

23 de fev de 2012

Nem todo mundo merece a folga do carnaval.


“Vamos comemorar com idiotas a cada Fevereiro e feriado.”

Sim, eu acho ótima a folga do Carnaval, tenho estado um caco e nessa folga consegui me reanimar.Mas, chegar em casa e ver tanta brutalidade pela TV é muito ruim.

Criança morta por Jet ski pilotado por quem nem deveria estar pilotando, jovem morta por rejeitar cantada, briga na escola de samba por não saber perder.

Aonde o Mundo vai parar enquanto agimos como animais irracionais? 

Eu curti o carnaval assistindo os desfiles em casa com meu marido e durante o dia descansava , tirei um dia para fazer uma trilha de 3 horas na cachoeira e jogar vídeo game com meus irmãos. Curti muito!

Mas não dá para não se mobilizar com o caos que foi em algumas situações.

Sinto pela mãe que perdeu uma filha de 3 anos e ter que ver a insensibilidade e irresponsabilidade dos pais desse garoto de 14 anos que já deveria estar pagando por seus atos.

“O sol é para todos, mas a sombra para quem merece.” Espero que ao ligar a TV veja a justiça sendo feita nesses casos do carnaval.

15 de fev de 2012

Que País é esse?


Não consigo entender as leis do nosso País e quanto mais vejo os noticiários ou até mesmo os casos do dia a dia entendo menos.

Vários crimes são cometidos por adolescentes, menores de idade , ou seja, como não ha uma pena rígida e quando completam 18 anos saem como se nunca houvessem cometido crime algum esses jovens se jogam com mais facilidade e são usados para o crime.Por qual motivo a constituição não muda e ainda não diminuiu a idade penal ? Em outros países aos 12 anos a criança esta sendo julgada como adulto e acho justo.

No meu caso, passo um situação complicada com meu marido para conseguir a guarda do meu enteado, meu marido é um maravilhoso pai  e meu enteado a cada dia odeia mais a mãe, por não ter afeto, por apanhar por coisas que não faz, por não ser defendido quando o padrasto coloca apelidos que ele não gosta.Mas, meu marido teme não conseguir,pois  o juiz costuma ver o lado da mãe e provar os relatos de uma criança é difícil.

Meu enteado esta sofrendo e pode continuar sofrendo por causa dessa lógica da justiça.

Da agonia viver em um País assim.Parece que não temos para onde correr.

Tenho fé que isso mude um dia.

10 de fev de 2012

Amor e sexo

Rita Lee descreve bem a diferença do sexo e do amor em uma música do mesmo titulo do post.Pois, nem sempre, essa dupla anda junta. Mas quando anda é tudo de bom.

Eu tive uma criação tradicional em relação ao sexo fora que eu era católica praticante e lá me ensinavam , assim como em casa eu também aprendia, que sexo só depois do casamento. 

Vivi  na boa com isso, achava linda a idéia da virgindade após o casamento, até um certo tempo.Pois depois fui vendo e sentindo que os desejos vinham naturalmente e não tinha como ser pecado, afinal era o único pecado que era pecado só em um período, depois deixava de ser. Como assim?

Acho lindo ainda quem se mantém virgem, mas se mantém por vontade, por que esta esperando o cara ou a menina certa, quer se apaixonar primeiro, sei lá, coisa dela e não coisa imposta.Deve ser show saber que aquela pessoa se guardou para você e não que foi contigo só porque tem vergonha da virgindade.É especial.

Esse tipo de educação sobre o sexo trás um monte de problema, a pessoa se trava , as vezes relacionamentos não dão certo por isso, pois o cara não tem paciência, dá até para entender ,porém é bem chato.

Eu tive sorte de ter um cara super paciente ao meu lado, meu maridão.

O legal é conversar,esclarecer, para se prevenir das doenças e das ciladas do tipo : "seria uma prova de amor.” Será que alguém ainda usa esse argumento para conseguir levar alguém para a cama?

Acho que no sexo tudo no sexo é valido desde que aja respeito entre ambos.

Fico por aqui, deu saudade do meu marido. ;-)

^ ^

8 de fev de 2012

Desabafo:Quem disse que eu sou sempre uma menina super poderosa?


Nós mulheres, conseguimos um grande espaço há um bom tempo e a cada dia conseguimos mais, votamos, trabalhamos, cuidamos de nossos filhos algumas vezes sem ajuda dos pais.Parece que somos uma menina super poderosa. Mas, é sempre assim?

Não, pois a cima de tudo somos mulheres, continuamos com os mesmos hormônios e a mesma sensibilidade de sempre.

Sempre me vi muito forte nas situações mais difíceis da minha vida, mas têm noites que eu deito e penso na minha vida, bate carência, mesmo eu tendo um marido maravilhoso, bate insegurança.Fico pensando: “Será que ele fica me admirando enquanto durmo como faço com ele?” Inseguranças tolas, imaturas, mas reais.

Dá um nó na garganta perder tudo que tenho com ele, tudo que construímos. Não que seja o meu mundo, porém é uma parte importante dele.

Me dá medo fracassar nos meus projetos , me decepcionar com amigos, mas isso não esta no nosso controle, fazemos nossa parte e deixamos a vida fazer o resto.

As vezes eu paro e deixo a onda me levar, outras vezes eu nado contra a correnteza .

Isso é um desabafo, acho que todo mundo passa por isso, medos, fantasmas, coisas que só nós mesmos entendemos 100% por ser coisas muito nossa,intimas.

O retorno ao blog foi até mesmo por isso, queria achar minha identidade , era filha, era irmã, era mãe, era esposa, e o que é a Júlia individualmente? Suas idéias, todo mundo tem algo seu, cadê o dela?

Aqui eu me acho !


^ ^

3 de fev de 2012

Empreendedorismo.

Estava eu passeando pela internet quando  vi uma matéria bem interessante sobre cuelcinhas. Uma jovem criou uma lingerie para um amigo gay onde tinha as características de uma calcinha, mas adaptada ao corpo masculino . E fez o maior sucesso entre os amigos dele , tanto que ela já abriu a sua própria empresa a “Comum de Dois”, devido as encomendas.

Eu  fiquei  impressionada, não com a idéia em si, mas sim  com a criatividade dela. Não foi previsto, de repente se ela quisesse já de cara comercializar não daria certo, foi um chute, porém ela soube aproveitar a oportunidade. 

Tenho com meu marido uma empresa iniciante, engatinhando , trabalhamos para outra empresa, mas queremos ter nossa própria empresa  em um ramo que ele conhece e gosta e eu estou aprendendo sobre e gostando que é a piscicultura ornamental (lê-se peixe de aquário ).

Acho que o povo tem que estar sempre ligado, há quem nasceu para trabalhar para os outros, não há mal nisso,entretanto, se alguém quer ter seu próprio negócio tem que saber ousar e estar atento as oportunidades.Creio que esse seja o segredo do sucesso, “insista , persista e nunca desista.”

Aos que têm seus planos de virar empreendedor dou o maior apoio, a quem não tem, também, afinal , cada um sabe o que é melhor para si.

^ ^
Link da matéria que li.:Empresa aposta no público gay e cria cuelcinha.

Ah! Não poderia deixar de parabenizar o blog Strawberry Kiss que pertence a Kelly,entre idas e vindas do meu blog o dela é o primeiro que eu procuro. Parabéns menina por fazer um blog tão divertido, me sinto na sala da minha casa ouvindo histórias de uma das minhas amigas quando visito seu blog.


E tem sorteio no "Meu mundo colorido"

1 de fev de 2012

Boadrasta de primeira viagem.

Neste fim de semana descobri os sintomas de mãe de primeira viagem.

O meu enteado tem 9 anos e  passa os fins de semana conosco, pois infelizmente não temos condições de lutar pela guarda dele.

No sábado ele estava tomando café e reclamou de dor de cabeça, estava sozinha com ele, meu marido tinha saído para resolver uns problemas, dei uma dipirona e deixei ele quieto, passado um tempo ele falou que a dor de cabeça havia aumentado, pronto, foi o suficiente para eu entrar em desespero e querer chamar o Batman.

Quis levá-lo ao médico , mas imaginando que não iria mudar do que estava fazendo,o deitei , dei massagem na cabeça dele e esperei, a dor passou.

Mas, depois, achei graça, bateu um desespero, um não saber o que fazer.

Será que todas as mães são assim?

Foi interessante. Nunca quis roubar o lugar de mãe dele, pois apesar de ele não se dar bem com ela, eu acredito que o tempo pode mudar as coisas e não quero roubar esta oportunidade de ele se dar bem com ela um dia.

Porem vi que gosto dele realmente como um filho.Sou dura, sou carinhosa, sou preocupada ao extremo. Sou uma mãedrasta. Lembro que no inicio do namoro com o pai dele minha maior preocupação era se o Yuri gostaria de mim, pois ele teria todo o direito de não gostar e se fosse dificil a convivência eu teria que sair, afinal filho é filho e é para sempre.

Espero que  o tempo só faça aumentar os laços que temos.

 ^ ^
Lingua Feminina © 2014. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Thami Sgalbiero.
Tecnologia do Blogger.