21 de fev de 2008

Bullying





Esse é um tema pouco discutido,na minha opinião,mas que há muitas vítimas.Há uns dois anos meu irmão foi vítima desse tipo de agreção.O colégio dele era de maioria funkeira e meu irmão é rockeiro,por ser tímido,foi um alvo fácil,sempre era coagido pelos outros alunos,sofria ofensas por seu estilo musical ,pelo seu jeito de se vestir,pois os acefálos não aceitavam o fato dele ser diferente,ele nunca falou sobre isso conosco,mas percebiamos que ele estava se fechando e se escondendo do mundo.Um certo dia quase a turma inteira,com exceção de algumas amigas minhas que estudavam com ele,o atacou com palavras,e ele não reagiu,nesse dia também que ficamos sabendo,pois uma das minhas amigas me ligou contando e foi quando o problema veio a tona.Conversamos com a Direção do colégio,mas praticamente ignoraram o caso,insinuando que a culpa era do meu irmão por ser timido,ao ver o descaso da diretoria do colegio estadual professora luiza vieira,decidimos trocar ele de colégio e o transferimos para o colegio estadual de magé,onde ele teve apoio verdadeiro da direção e onde os alunos eram mais "mente aberta".Hoje ele esta se recuperando,foi uma época em que nos aproximamos muito,pois era como se eu tivesse sofrido a agreção que ele sofreu,minha familia inteira se sentiu assim.Ontem,vi uma comunidade dele :"Bullying,as marcas ficam.",me doeu muito ver o que causou nele.Ele esta aprendendo a confiar nas pessoas de novo,a aceitar formar vinculos de amizade.

Por isso,prestem atenção!!!

Nem porque usam uma pessoa para fazer piada e as outras pessoas riem e a vitima não reage,não quer dizer que isso é certo.

Todos nós temos pontos que doem,somos seres humanos.Uns são mais frageis do que outros e podemos nem perceber o mal que estamos causando.

Pais,não ignorem isso,não culpem seus filhos por estarem sofrendo assim,pois é sua força que vai ajuda-lo a mante-lo em pé.

Amigos,se ver algum tipo de agreção assim,denunciem e se perceberem que não esta sendo tomado providência avisem a família da vitima.

Pois as marcas do Bullying não passam.

Lingua Feminina © 2014. Todos os direitos reservados.
Layout criado por: Thami Sgalbiero.
Tecnologia do Blogger.